segunda-feira, 2 de julho de 2012

Além


Tudo que está após essa aparência que eu tenho, aquilo implícito que disfarço sorrindo e que não podes ver por trás desta felicidade que finjo ser minha, tu não notas no cheiro que tenho, ou no modo como me movo, pois nada disso é capaz de dizer o que está além dessa carcaça. E sei que tu passas por mim e me olhas de canto, julgando-me por tudo, eu te olho de volta sabendo que não posso te impedir e nem dizer a que duras penas cheguei até aqui.
Mas toda palavra que te dou e todo som que escuto ou livro que leio também não servem para consolar nem a mim ou a ti, assim sei, que não fazes mal por me julgar, pois também já te julguei, mas somos o que somos, com nossos sonhos guardados, pensamentos secretos e um certo ar de arrependimento pelo que não fizemos, apenas somos.

2 comentários:

  1. Simplismente fantastico... O que somos além de nós?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flávia, que alegria por ler teu comentário.
      Beijos!!!

      Excluir